Promoção!
Promoção! spce_2015_kv

Labirintos da Justiça na escola: Perspetivas de Alunos e Professores [Prémio SPCE 2015]

17.90 16.11

REF: 9789898557766 Categoria:

“A presente investigação – original, inovadora, rigorosa e crítica – tem fundamento conceptual na problemática geral da justiça educativa. (…) Este livro é também relevante pelo exame crítico das políticas europeias e dos programas postos em prática em Portugal nas últimas décadas. Mas, sobretudo, porque interroga a sua eficácia em termos de justiça escolar e social.
Aline Seiça percorre, descobre, analisa, interpreta e tenta compreender os Labirintos da Justiça na Escola, dando a conhecer, em primeiro lugar, de que modo coexistem ou se entrechocam distintas perspectivas de justiça na praxis da escola. Nos primeiros capítulos conceptualiza a problemática do estudo a realizar, clarificando a complexidade, prevalência e multiplicidade labiríntica dos caminhos teóricos de justiça. Realiza depois o mapear do labirinto empírico que lhe permite fazer sobressair e ver a nova luz questões das mais prementes na sociedade portuguesa actual.”

Fátima Sanches
(no Prefácio)

Ler Excerto do Livro
  • CAPÍTULO I
  • CAPÍTULO II
  • CAPÍTULO III
  • CAPÍTULO IV

QUESTIONAMENTO DA JUSTIÇA EDUCATIVA: ÂMBITO E CONTEXTO

A Escola e a sua Eticidade: Conceito de Ethos Escolar

Políticas Educativas Europeias e Legislação Educacional Portuguesa: Que lugar para a Justiça?

Problema de Investigação e Questões Orientadoras

Metodologia

PERSPETIVAS TEÓRICAS DE JUSTIÇA EDUCATIVA

Construção da Escola Democrática como Objetivação da Justiça Educativa

Da Justiça como Categoria Filosófica e Sociológica às Dimensões da Justiça Escolar

Repercussões Educacionais dos Paradigmas de Justiça como Reconhecimento e Distributiva

Igualdade e Justiça Distributiva

Igualdade e Equidade na Distribuição dos Bens Educativos

Justiça como Cuidar

Síntese Conclusiva

REPRESENTAÇÕES E PRÁTICAS DE JUSTIÇA DOS SUJEITOS EM SITUAÇÃO

Princípios de Justiça Orientadores da Ação Docente

Práticas de Equidade e Princípio da Diferença

Práticas Igualitárias e Princípio da Igualdade de Oportunidades

Justiça retributiva: “O trabalho é que devia contar, muito”

Reconhecimento: “Justiça seria ouvirem mesmo o que eu estou a dizer”

Discriminação: “São sempre as melhores alunas que eles puxam mais”

Ethos Escolar e Emergência de uma Justiça Dominante: Escola das Oliveiras: Elogio da Excelência

Princípios Orientadores do Ethos Escolar: “Temos que ser mais rigorosos e mais exigentes naquilo que os nossos jovens têm que dar na escola”

Dominância da participação e do mérito: Escola das Amendoeiras: Missão Salvífica?

Lineamentos do Ethos Escolar: “Eu entendo que a escola deve ser um mosteiro”

Disciplina e civismo: “Nós também temos de ser duros e repressivos, ou não há clima de aprendizagem”

Dominância da diversidade e da participação

CONCLUSÕES

Labirintos da Justiça Escolar: Que Caminhos?

As Justiças na Escola das Oliveiras e na Escola das Amendoeiras: os Caminhos dos Labirintos?

Justiça como Igualdade

A igualdade segundo os professores

A igualdade segundo os alunos

Justiça como Equidade

Diferenciação: equidade ou discriminação?

“Para mim são todos iguais, mas não os posso tratar todos da mesma maneira”: Igualdade versus Equidade ou Igualdade e Equidade?

O Lugar do Reconhecimento e a Justiça que lhe é Própria

Justiça do Cuidar

Reflexões Finais

Anexo

Nº de páginas: 154 pp | PVP 17,90€

Autora

Aline Bernardes Seiça

Informação adicional

Peso 0.330 kg
Dimensões (C x L x A) 23 x 16.5 x 0.9 cm

Avaliações

Não existem opiniões ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Labirintos da Justiça na escola: Perspetivas de Alunos e Professores [Prémio SPCE 2015]”

Também pode gostar…